Os Fracassos do Ricardo

Ricardo era um cara incompetente. Não fazia nada e ainda fazia errado. Ele tinha paz com isso. O problema era os outros que não aceitavam que o Ricardo reconhecesse sua própria incapacidade.

Certo dia, conversando com sua então namorada, externalizou sua desqualificação. O piti não demorou. “Ninguém pode dizer isso de si mesmo” e “não pense assim” foram o tom comum da conversa. Como resultado, noivaram e casaram em poucos meses. Eles nem se gostavam tanto assim, mas o Ricardo não conseguiu dar fim à relação.

Num almoço de domingo qualquer, enquanto se servia da feijoada da mãe e conversava com seus irmãos, anunciou o casório. Mas o Ricardo não queria nenhuma festa. "Que menino humilde" e "nós o criamos bem" falavam os pais um ao outro. A família bancou a cerimônia e o melhor pagode da cidade. Ricardo odiava pagode.

No trabalho, há anos o Ricardo não entregava sequer metade no dobro do tempo que se esperava. Discutindo com o chefe, deixou claro que estava insatisfeito com seu desempenho profissional. Foi interrompido. “Síndrome do impostor”, “se permita errar” e “nós que estamos pedindo muito de você” dominaram a tônica a reunião. Ricardo foi promovido e teve o salário dobrado. Finalmente poderia comprar aquele golf que ele tanto amava, apesar de não saber dirigir muito bem.

Casado, com um bom emprego e um carro novo, o Ricardo se queixava de não ser merecedor ao seu terapeuta. Após ficar a sessão inteira calado, o psicólogo foi preciso no diagnóstico: “chuto que é depressão”. “Você não chegaria onde chegou se não fosse capaz”. O Ricardo teve que ficar em casa por meses por conta da síndrome de burnout que obviamente estava sofrendo. O Ricardo não entendeu.

Indignado com sua incapacidade de fazer com que entendessem sua inutilidade, Ricardo decidiu cessar sua própria existência. Foi para uma rua escondida e atirou contra o próprio rosto. Não conseguiu se matar e viveu o resto da vida em estado vegetativo.

João, tão competente quanto azarado, estava na rua errada e na hora errada. Viu o Ricardo puxar o gatilho, mas não conseguiu impedir. João conseguiu ser preso e condenado a arcar com os gastos médicos do Ricardo.

--

--

Pigs don’t fly, never say die

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store